menuf
menuf
Fique de olho
 
 
 
 

Dicas e matérias extraidas do site da Polícia Civil do Estado de São Paulo

Dica de Segurança eletrônica em geral
1-Evite abrir e-mails de remetentes desconhecidos; se forem abertos e estiverem acompanhados de arquivos anexos, não abra tais anexos em hipótese alguma. Geralmente são arquivos executáveis que se infiltram no seu computador.
2-Só digite números pessoais como identidade, CPF ou cartão de crédito em sites criptografados (essa técnica de segurança ‘‘embaralha'' as informações para que só os computadores do site consigam desvendar o real significado de suas informações pessoais). Para saber se a empresa conta com esse processo, procure o link que descreve as formas de pagamento e condições de segurança.
3-Imprima todas as etapas da negociação feita pela Internet. Inclusive a descrição do produto, os termos de pagamento, condições e a garantia.

4-Nunca divulgue número de cartão, conta bancária ou senha por e-mail.

5-Crie senhas aleatórias, mesclando letras e números e procure alterá-la periodicamente, evite usar nomes que possam facilitar a ação de Hackers como data de aniversário, numero do telefone, datas comemorativas e nomes de familiares ou animais de estimação.

6-Evite deixar em seu computador pessoal (PC) senhas gravadas ou o uso da função auto-completar.

Segurança eletrônica
  1. Evite abrir e-mails de remetentes desconhecidos; se forem abertos e estiverem acompanhados de arquivos anexos, não abra tais anexos em hipótese alguma. Geralmente são arquivos executáveis que se infiltram no seu computador.
  2. Evite abrir e-mails de bancos e órgãos oficiais como Receita Federal, TRE, DETRAN e SERASA. Essas instituições não enviam e-mails, a não ser que seja solicitado pelo usuário.
  3. Faça instalação de programas antivírus, de preferência fabricantes conhecidos, e evite programas piratas.
  4. Fazer uso de Backup (cópia de segurança) em arquivos importantes.
  5. Escolha sites conhecidos
  6. Certifique-se da segurança do site. Ele deve ter um ícone de cadeado na parte inferior da tela.
  7. Só digite números pessoais como identidade, CPF ou cartão de crédito em sites criptografados (essa técnica de segurança ‘‘embaralha'' as informações para que só os computadores do site consigam desvendar o real significado de suas informações pessoais). Para saber se a empresa conta com esse processo, procure o link que descreve as formas de pagamento e condições de segurança.
  8. Verifique se os dados do seu cartão de crédito ficam armazenados no banco de dados da loja virtual. Os melhores sites são os que não salvam esses dados.
  9. Imprima todas as etapas da negociação feita pela Internet. Inclusive a descrição do produto, os termos de pagamento, condições e a garantia.
  10. Evite deixar em seu computador pessoal (PC) senhas gravadas ou o uso da função auto-completar.
  11. Crie senhas aleatórias, mesclando letras e números e procure alterá-la periodicamente, evite usar nomes que possam facilitar a ação de Hackers como data de aniversário, numero do telefone, datas comemorativas e nomes de familiares ou animais de estimação.
  12. Não forneça dados pessoais em salas de relacionamento ou bate-papos on-line. Os criminosos são capazes de desvendar senhas com apenas algumas informações pessoais.
  13. Nunca divulgue número de cartão, conta bancária ou senha por e-mail.
  14. Os pais devem ficar atentos e monitorar os contatos e relacionamentos que envolvem crianças e adolescentes, principalmente durante a madrugada.
Segurança Pessoal nas Ruas
  1. Não ande sozinho. Sempre que for possível, não se exponha gratuitamente à ação dos delinqüentes, passeando desacompanhado por locais ermos e ou em horas avançadas. Em uma festa ou reunião espere pela companhia de um amigo para sairem juntos. Uma forma de prudência é antecipar-se ao perigo, prevenindo-se;
  2. Quando estiver só, escolha seu trajeto, evitando passar por locais desertos e ou pouco iluminados. Mantenha-se alerta ao cruzar com suspeitos e não pare para atender pedidos que lhe despertem desconfiança. Caminhe junto à guia da calçada e atravesse a rua a qualquer sinal de perigo. Ao pressentir a aproximação de estranhos em atitude suspeita entre no primeiro local habitado que encontrar e peça ajuda;
  3. Não carregue consigo grandes importâncias em dinheiro ou outros valores. Se o fizer por necessidade imperiosa, procure guardar o numerário de modo seguro e discreto, evitando grandes aglomerações, onde agem os punguistas e descuidistas, assim como em lugares sem movimento onde poderão roubá-lo. As mulheres devem carregar suas bolsas firmemente seguras entre o braço e o corpo, mantendo a mão sobre seu fecho. Siga diretamente para seu destino quando portar valores, não parando em bares ou casas de diversão;
  4. Ao parar em pontos de ônibus procure os que se situam em locais de grande movimento, preferencialmente aqueles localizados à porta dos estabelecimentos comerciais;
  5. Quando estiver em um coletivo e este for invadido por ladrões, mantenha-se calmo. Não encare diretamente os assaltantes e nem tente dialogar com eles. Se houver oportunidade de se desfazer de alguns de seus valores, faça-o de maneira a mais dissimulada possível, guardando consigo uma pequena soma de dinheiro. Não reaja, sua vida não tem preço;
  6. Não use locais isolados para colóquios amorosos. Os namorados em lugares solitários são presa fácil dos ladrões;
  7. Desconfie sempre de estranhos de conversa envolvente que tentem aproximação. Não aceite convites de desconhecidos casuais que venha a encontrar na rua, em bares ou casas de diversão noturnas;
  8. Igualmente não se deixe levar pela conversa de estranhos que venham a abordá-lo para propor "negócio da China". São vigaristas, chame o policial mais próximo;
  9. Não ande armado. Quam carrega arma de fogo, muitas vezes sem saber usá-la eficazmente, pode ser induzido à prática de atos temerários ante a ação de criminosos.
  10. Procure controlar-se nas piores situações. Os assaltantes valem-se do fator surpresa para atacar suas vítimas. Não grite e nem discuta com eles - seu nervosismo poderá aumentar a tensão sob a qual agem e provocar uma atitude mais agressiva em seu desfavor.
Cuidados para evitar sequestros
  1. Observe se não está sendo seguido e se não há veículos estranhos parados em sua rua, com pessoas desconhecidas dentro. Repare se há ambulantes atípicos na região ou reparos intermináveis nos fios de telefonia, por exemplo. Se alguma dessas situações acontecer, não entre em casa e procure o posto policial mais próximo;
  2. Evite a rotina. Mude itinerários e horários;
  3. Evite ostentar riqueza, comentar publicamente os valores de seus bens ou seus planos de viagens; dirija um carro comum - eles são menos visados;
  4. Suspeite de telefones desconhecidos solicitando informações sobre nomes dos moradores ou hábitos da casa. Instrua crianças e funcionários a não comentarem a rotina;
  5. Fique atento nos cruzamentos. Ao se aproximar do farol, reduza a velocidade, para dar tempo de aparecer o sinal verde . Nunca encoste no carro da frente, para ter espaço para manobrar, e prefira o lado esquerdo da pista;
  6. Em viagens rotineiras, procure memorizar postos policiais do caminho. Em caso de problemas mecânicos, evite para em locais pouco movimentados;
  7. Evite levar na carteira cartões de banco, talão de cheque completo (fique com folhas) e a senha eletrônica anotada. Tenha sempre à mão o "dinheiro do ladrão", trocado que podem ser entregues;
  8. Ao descer de seu veículo ou entrar nele, observe se não esta sendo observado. As vítimas costumam ser atacadas no momento em que colocam o cinto ou desviam a atenção da rua para ligar o carro;
  9. Procure manter alguém da família avisado sobre seus horários, rota e tempo estimado de chegada ao destino;
  10. Se você for rendido mantenha a calma e siga as instruções dos sequestradores. Tente prestar atenção ao caminho (nomes de rua, barulhos, cheiros, tempo de percurso). No cativeiro, continue a prestar atenção aos detalhes e seja cooperativo. Tente saber o que puder da vida e dos hábitos dos sequestradores. Não tente fugir.
Cuidados com cartões de crédito e caixas eletrônicos
  1. Não escolha a data de nascimento nem repita o mesmo número várias vezes, como senha de seu cartão magnético. Mantenha sigilo absoluto sobre a sua senha;
  2. Nunca guarde o cartão e a senha no mesmo lugar;
  3. Não aceite ajuda de pessoas desconhecidas, que lhe ofereçam isenção de tarifas e outras vantagens financeiras. Se desconfiar que elas se fazem passar por funcionários, avise a gerência da agência. Quando necessitar de esclarecimentos, recorra aos funcionários conhecidos ou identificados;
  4. Exija que as pessoas atrás de você, na fila, observem os limites das faixas que garantem a privacidade do uso dos caixas eletrônicos. Fique alerta à aproximação de estranhos. Não admita a ação de intrusos ou curiosos quando estiver operando o sistema. Instrua seus familiares e amigos a fazer o mesmo. Os malandros visam de preferência pessoas mais idosas ou aquelas que apresentam dificuldades em lidar com equipamentos eletrônicos;
  5. Ao digitar sua senha coloque o corpo bem junto ao teclado, impedindo que seja vista por estranhos que estejam próximos;
  6. Não empreste nem ceda seu cartão magnético, em hipótese alguma. Esteja alerta à presença de pessoas suspeitas no interior da cabina ou nas proximidades;
  7. Tome especial cuidado com esbarrões aparentemente acidentais, que o façam temporariamente perder de vista seu cartão magnético. Não saia da agência antes de se certificar de que o cartão que lhe foi devolvido é realmente o seu;
  8. Solicite periodicamente, extratos da movimentação de suas contas, acompanhando os lançamentos e a correção dos saldos apresentados;
  9. Tenha sempre presente que é de sua responsabilidade a preservação do cartão magnético e o sigilo de sua senha pessoal. O uso de seu cartão e de sua senha, dependendo do contrato assinado com o banco, pode dar acesso também às contas de poupança, aplicações, gastos no comércio, retirada de talões de cheques etc.;
  10. Habitue-se a fazer seus saques com cartão em caixas eletrônicos instalados em locais de grande movimento de pessoas. Procure fazê-los durante o dia, preferencialmente no horário comercial;
  11. Se houver necessidade de realizar saques no período noturno, não se dirija sozinho ao caixa eletrônico. Leve um ou mais acompanhantes adultos com você e peça que aguardem fora da cabina, como se estivessem na fila. Completada a operação, divida o numerário entre seus diversos bolsos e abandone o local o mais rápido possível. Estas cautelas também são válidas para fins de semana e feriados;
  12. Não acredite em tragédias familiares contadas por estranhos que o abordam nas filas dos bancos, propondo-se a transferir valores para a sua conta, para que possam ser sacados através de seu cartão magnético. É um conto do vigário. Chame a polícia, se o desconhecido insistir;
  13. Quando seu cartão for perdido, furtado ou roubado, comunique o fato imediatamente à agência ou às centrais de atendimento de seu banco. Assim você ajudará a prevenir seu uso indevido. Em caso de furto ou roubo de cartão de crédito, registre a ocorrência na delegacia mais próxima;
  14. Ao efetuar o pagamento com cartão de crédito, procure acompanhar o processo de preparação do comprovante, evitando que o cartão permaneça longe de sua vista;
  15. Quando o vendedor passar o cartão pela máquina manual e amassar a fatura para jogar fora, sob a alegação de que o documento não foi bem decalcado, exija sempre que rasgue em pedaços a fatura inutilizada;
  16. Preste muita atenção quando o sistema utilizado for o eletromagnético. Uma pessoa desonesta pode passar seu cartão mais de uma vez sem que você perceba;
  17. Solicite sempre sua via do comprovante de venda e confira o valor declarado da compra antes de assiná-lo;
  18. Em viagem, guarde seu cartão no cofre do hotel quando não for utilizá-lo.
Dicas e matérias extraidas do site da Polícia Civil do Estado de São Paulo
Caso queira entrar em contato conosco:

news@detectivenews.org